Inícioaceleradores“Estilos de vida fisicamente ativos” e “redução do sedentarismo” é prioridade da Direção-Geral de Saúde

“Estilos de vida fisicamente ativos” e “redução do sedentarismo” é prioridade da Direção-Geral de Saúde

sobre
Pedro Teixeira
Doutorado pela Universidade do Arizona (EUA), sendo professor catedrático da Faculdade de Motricidade Humana, dedica-se especialmente aos domínios das Ciências Médicas e Ciências da Saúde. Tem publicados 129 artigos em revistas especializadas, é autor de dois livros e de 13 capítulos de livros. Coordena, desde 2007, o programa RITUAIS de vida saudável.

Pedro Teixeira, professor catedrático da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa é o primeiro Diretor para o recém criado Programa Nacional Promoção da Atividade Física, no âmbito da Direção Geral de Saúde.
No despacho de criação desta Direção e de nomeação de Pedro Melo Teixeira, é definido que lhe cabe “promover a adoção generalizada pela população portuguesa de estilos de vida fisicamente ativos e pouco sedentários, de acordo com as recomendações para a idade, e de forma compatível com a saúde, a vitalidade, a fruição e o bem-estar”, bem como “promover e dinamizar o estudo e a monitorização da atividade física e dos comportamentos sedentários em Portugal, dos seus determinantes, e do seu impacto na saúde e bem-estar, em todo o ciclo da vida”.
Entre as missões atribuídas à nova Direção está a de incentivar o conhecimento por parte da população das recomendações e benefícios da atividade física, das oportunidades para vida mais ativa e menos sedentária.
Está também definido à nova equipa o encargo de “promover a formação e a capacitação de médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, professores e outros profissionais para promoverem a mudança comportamental, o aconselhamento e a referenciação de utentes no âmbito da atividade física”.

Em artigo publicado no jornal Público (21-8-2016) Pedro Teixeira afirma que

Atualmente, a Atividade física não é uma mera questão de estilo de vida, é uma verdadeira prioridade de saúde pública”.

Também considera que

A integração do Fisiologista do exercício no sistema de saúde é uma evolução incontornável das equipas de cuidados de saúde primários (por exemplo em programas de prevenção da diabetes nas USF) aos serviços hospitalares como os de cardiologia ou pediatria”.

Antes, em 30 de maio, na sessão de anúncio da nomeação como Diretor do Programa Nacional de Promoção da Atividade Física, foi defendida “a agregação de todas as oportunidades para promover comportamentos fisicamente ativos e reduzir os níveis de sedentarismo”.  Ficou definida a intenção de desenvolver ao máximo o trabalho intersetorial, envolvendo, naturalmente, áreas como a Saúde, Educação, a Segurança Social e outros. Foi referida concretamente a ação conjunta com entidades como o Instituto Português do Desporto e da Juventude, a Direção Geral do Ensino Superior, também diversos parceiros como sindicatos, empresas e autarquias. É dada ênfase especial aos profissionais de saúde considerados como “elos essenciais” para o desenvolvimento do Programa Nacional de Promoção da Atividade Física.
Foi anunciada a intenção de apoiar a investigação para desenho das intervenções no âmbito do novo programa e para a sua monitorização.

Pin It on Pinterest